Professor da PM defende legalização dos jogos de azar como “salvação” para a segurança

Um dos motivos apontados para as falhas na segurança pública do Brasil – e especificamente no Rio de Janeiro – tem sido a falta de recursos, seja para a polícia civil, militar ou federal. Não é à toa que uma série de reformas passaram a ser discutidas no Congresso Nacional na tentativa de aumentar a arrecadação. Mas, para o especialista em Segurança, ex-secretário de Segurança Nacional, coronel reformado da Polícia Militar de São Paulo e professor na academia da PMESP, José Vicente da Silva Filho a solução é outra: a legalização dos cassinos e jogos de azar.

“A única salvação que vejo é a legalização do jogo no país. O jogo clandestino movimenta mais dinheiro que todo o tráfico de drogas. Por volta de uns R$ 20 bilhões. Deve ter uns 300 cassinos clandestinos por aqui. Claro, deverá ter uma regulamentação severa. Será uma possibilidade de arrecadar de R$ 20 a R$ 30 bilhões de impostos e todo mundo vai querer pegar um pedaço”, explicou ao Pânico na Rádio nesta sexta-feira (23).  Segundo ele, com 30% desse valor, cerca de R$ 6 bilhões, daria para colocar em prática um plano nas fronteiras e criar 30 mil vagas em presídios.

Deixe seu comentário